Show simple item record

dc.contributor.authorMendes, Ana da Piedade
dc.date.accessioned2019-10-09T13:58:31Z
dc.date.available2019-10-09T13:58:31Z
dc.date.issued2018-10-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/530
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo encontrar uma relação entre a forma de arrecadação dos municípios e a respectiva gestão dos recursos. A partir da Constituição Federal de 1988 os municípios assumiram as responsabilidades pela elaboração e execução de serviços públicos colocados à disposição da sociedade que, até então, eram de responsabilidade dos Estados ou da União, sem, contudo, conseguir manter uma arrecadação capaz de suprir as necessidades da sociedade e atender as demandas sociais, econômicas e de desenvolvimento. Este estudo é uma tentativa de provar que quaisquer mudanças ou processo de melhoria nas organizações públicas, dependem diretamente de uma arrecadação eficiente. E, para que o município possa atender suas demandas sociais e executar os serviços públicos sob sua responsabilidade, é necessário que tenha assegurado recursos financeiros suficientes, garantindo, assim, a satisfação do cidadão. O trabalho ora apresentado foi realizado utilizando a pesquisa bibliográfica aplicada com o objetivo de gerar conhecimentos dirigidos para solução de problemas específicos. A partir dos dados coletados na pesquisa pode-se concluir que, com a autonomia financeira concedida pela Constituição Federal e a necessidade de atender às demandas sociais por serviços públicos, os Municípios devem estar conscientes de que necessitam de implementar sua arrecadação, pois só assim conseguiram atender as demandas da sociedade.pt_BR
dc.subjectArrecadaçãopt_BR
dc.subjectGestãopt_BR
dc.subjectSatisfaçãopt_BR
dc.titleA INFLUÊNCIA DA ARRECADAÇÃO NA GESTÃO MUNICIPAL:pt_BR
dc.typeOtherpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record